A verdade sobre o 5G

sfa.jpg

No mundo do áudio por internet, vivemos com limites. Não há bits por segundo suficientes para se ter um áudio com qualidade linear Em breve este cenário irá mudar, pois entraremos no mundo do 5G.

Foi perguntado a um expert em telecomunicações como seria o mundo do 5G.

Ele respondeu que será otimo para as emissoras de rádio, pois vai aumentar muito a qualidade da conexao de banda; se for 600/700 Mhz, isto significa uma conexao muito mais estável em áreas rurais por exemplo. Se estiver em onda milimétrica, significa que se terá uma conexão de banda larga no bolso muito rápida.

Nota: As ondas milimétricas são as que trazem as maiores vantagens do 5G: maior velocidade nas conexões e maior capacidade para dar conta de literalmente de trilhões de dispositivos conectados à internet. Em resumo, elas farão o 5G funcionar em frequências extremamente altas, entre 24 e 60 GHz.

As frequências 5G mais altas na banda entre 28 GHz e 39 GHz podem transportar grandes quantidades de dados em velocidades muito altas, e isso nos coloca facilmente no padrão do áudio linear, se não em território MPX digital não compactado sobre IP. A conexao pode ser até mais rápida do que de fibra domestica mais de 1 Giga.

Com maior largura na banda alta, a latência também será menor. Pode se esperar atrasos de menos de 10 milissegundos com 5G, dependendo da qualidade da conexão, em comparação com a latência média de um 4G de cerca de 50 milissegundos de atraso de ida e volta.

A latência de 10 milissegundos significa um delay muito reduzido.

 

Taxas de bits mais altas e latência mais baixa também irá ajudar a todos – empresas e  emissoras de rádio. Na feira da CES em janeiro deste ano, o principal pesquisador da Consumer Technology Association, Steve Koenig, chamou o 5G de *“tecido conjuntivo”* pois irá criar um novo alicerce fundamental do *metaverso*. Ele prevê que o 5G avançará na infraestrutura de nuvem e na transformação digital.

 

Nota: Tecido Conjuntivo. É o tecido que suporta, protege e dá estrutura a outros tecidos e órgãos do corpo humano.

 

Finalizando:

Para as emissoras de rádio, o 5G pode ser um divisor de águas suficiente para quebrar a atual limitação de largura de banda utilizando o *MPX*. Será capaz de transportar MPX digital com muita qualidade e simplicidade, o que, por sua vez, trará economia real de custos para as emissoras.

Artigo escrito por: Jorge Faria  

Data:09/03/2022

Consultor de Broadcast da Audiotx e Stereotool FM

www.stereotool.com.br

www.audiotx.com.br